Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2015
16.12.2015 - Por Fora de Série, às 13:30

Origem.jpg

 

The Chocolate by Penha Longa é uma nova marca portuguesa criada por um pasteleiro do ‘resort’ de luxo, em parceria com os conceituados chocolates belga Callebaut.

Um ano depois de ter surgido a ideia e do trabalho desenvolvido com a afamada marca de chocolates belgas Callebaut, Gabriel Campino, ‘sub-chef’ pasteleiro do Penha Longa Resort, lança The Chocolate by Penha Longa. Com uma base de 68% cacau originário das florestas tropicais do México e de Cuba – tratado de acordo com as técnicas ancestrais de secagem, fermentação e moagem – e com a manteiga de cacau como única gordura, a gama apresenta um aroma floral e frutado. Encontram-se disponíveis em seis versões: Origens, Árabe, Ardens, Trópico, Sweet Mango e Nozes.

O primeiro, em versão tablete simples de chocolate negro; o segundo, inspirado na sala árabe do Mosteiro da Penha Longa, recheado com ‘ganache’ de canela e cardamomo. Segue-se o Ardens, a evocar os aromas do jardim que envolvem o ‘resort’, com ‘ganache’ de hortelã da ribeira e tomilho. O Trópico inclui pepitas de mel e maracujá crocante, enquanto o Sweet Mango é um tributo às frutas Caribenhas e, por isso, recheado com ‘ganache’ de manga. O Nozes faz parte da linha sazonal e é dedicado ao Outono: o praliné de noz dos bombons evoca os tons e sabores da estação.

Os chocolates estão à venda ao público - e algumas variedades são oferecidos aos hóspedes durante as estadias. Para mais informações contactar através do telefone 21.9249011 ou do email resort.penhalonga@penhalonga.com. CSB

 

Árabe-2.jpg

 

 

 

Tags:



Sylvie Thérèsa Miquet
Você precisa de empréstimo de dinheiro sério e honesto.
Eu sou um credor privado, eu ofereço que minha ajuda tem alguém precisando
dinheiro para problema pessoal do conjunto.
Contacte-me em necessidade, porque meu Email particular: theresemiquet@gmail.com

deixado em 1/6/16 às 14:09
responder a comentário

Comentar
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres