Segunda-feira, 21 de Julho de 2014
21.07.2014 - Por Fora de Série, às 10:22

 

A exposição “Chaumet, 230 anos de Criação e Savoir-Faire”, que inaugurou no início do mês passado na David Rosas da Avenida da Liberdade, despede-se já na próxima segunda-feira.

Fundada em 1780 por aquele que foi o joalheiro oficial do imperador Napoleão I, a marca cuja história se confunde com a própria com a História de França, trouxe a Lisboa uma exclusiva selecção de jóias e relógios baseada nos ‘métiers d’art’ desta casa centenária.

Esta exposição, que nos transporta até ao universo e savoir-faire da Chaumet, conta precisamente esta história, através de peças únicas assinadas pela marca, como seja, uma colecção de “Montres Precieuses”, uma edição limitada nascida da colaboração entre a Chaumet e mestres artesãos suíços. Para ver, ou rever, até dia 28 no piso 1 da David Rosas da Avenida. IQ 

 

Categorias: ,



Sexta-feira, 18 de Julho de 2014
18.07.2014 - Por Fora de Série, às 17:23

 

Nada como ter algo que mais ninguém tem. Principalmente quando esse algo é qualquer coisa feita à mão, com os melhores materiais e pelos mais talentosos especialistas. Uma prancha de surf, por exemplo.

Estas aqui, concretamente, são o resultado de uma parceria muito especial que juntou o construtor de pranchas Jason Tilley e os designers da Ammunition, os mesmos responsáveis pelo design de produtos de marcas como a Octovo (especialista em artigos para viagem)ou a Beats by Dre (acessórios audio).  As pranchas de surf, uma edição limitada de cinco modelos que conta precisamente com a assinatura da Octovo, foram concebidas de acordo com o método de Tilley, que combina a madeira com um revestimento trabalhado à mão. Leves, únicas, ideais para levar para qualquer lado ou, simplesmente, colocar na sala, em destaque, como um bonito objecto de decoração. IQ

 

 

Categorias:



18.07.2014 - Por Fora de Série, às 17:13

 

Em pleno Verão, os batidos, ‘cocktails’, sumos naturais e ‘detox’, entre outras alternativas saudáveis, voltam a ter uma presença importante nas nossas rotinas diárias. Começa a busca pela liquidificadora perfeita. Entre os principais candidatos está a mini-liquidificadora da Philips, que se destaca pelas características que a tornam tão prática. É suficientemente leve e compacta para caber numa das malas de férias, tem um copo misturador resistente a quedas e um compartimento para arrumar o cabo. Além disso, todas as peças podem ser lavadas na máquina de lavar loiça, sendo que a lâmina pode ser separada do resto. Vem ainda acompanhada por uma garrafa “on the go”, para poder levar os sumos para todo o lado. Pode começar já a pensar em algumas receitas. CLM

 

 

Categorias:



18.07.2014 - Por Fora de Série, às 09:00

 

Hoje é dia de gelado. Quem o decretou foi a Uber, a app que permite que se chame um carro com motorista recentemente estreada em Portugal. Hoje, e apenas hoje, os clientes Uber de 130 cidades e 38 países vão poder encomendar gelados que serão entregues nos locais desejados. Em Lisboa, a Uber associou-se à mítica marca de gelados Santini e aos simpáticos Tuk Tuk que, guarnecidos com quatro sabores de gelado, podem ser chamados ao centro da cidade, entre as 13h00 e as 19h00, através da app da Uber seleccionando a opção ICE CREAM. A entrega de gelados tem um custo fixo de 20 euros e contemplacinco unidades de gelado servido a copo e brindes Uber. Lisboa dá, então, hoje, e pela primeira vez, as boas vindas à iniciativa #UberIceCream com uma tarde de frescura, com a Santini. RIN

Categorias: ,



Quinta-feira, 17 de Julho de 2014
17.07.2014 - Por Fora de Série, às 20:02

 

Não é um pavimento de carvalho, nem de pinho, muito menos soalho. A empresa britânica Ting foi buscar um dos mais clássicos acessórios, que consta de qualquer guarda-roupa, e colocou-o num novo espaço da casa: o chão. A combinação de cintos com várias idades, texturas, tamanhos e cores resulta em padrões únicos, capazes de transformar qualquer espaço. Os painéis, de um metro quadrado, são fabricados à mão e cada cinto é escolhido individualmente, lavado e preparado. Pode ser também utilizado para forrar paredes, mesas e balcões, entre outros.

 

 

A empresa oferece ainda uma série de outros produtos, como por exemplo malas, bases, individuais, capas de acessórios e almofadas. Tudo objectos já disponíveis em pele. Excepto que, neste caso, a matéria-prima tem de primeiro cumprir um turno obrigatório, até ganhar o estatuto de ‘vintage leather belt’. CLM

 

Categorias: , ,



17.07.2014 - Por Fora de Série, às 18:39

 

Atenção aos os mais "festivaleiros": a Uber, uma aplicação móvel para o aluguer de carros, acaba de anunciar uma parceria com o Super Bock Super Rock. Para aqueles que se desloquem do centro da cidade de Lisboa até ao Meco, durante os três dias do festival (17 a 19 de Julho), a Uber oferece uma tarifa fixa de 30 euros para a versão 'premium' do serviço, a Uber Black. Uma forma de evitar as preocupações com trânsito, estacionamento e esperas. E de chegar em estilo, num carro de luxo, conduzido por motorista, como uma estrela de Rock! Saiba mais aquiCLM

Categorias: ,



Quarta-feira, 16 de Julho de 2014
16.07.2014 - Por Fora de Série, às 18:42

 

Até Setembro, todos os Domingos são dias de ‘buffet’ no Tivoli Palácio de Seteais. A carta oferece sopas frias ou quentes, saladas, tábua de peixes fumados, três entradas, croquetes de alheira, chamuças e rissóis de camarão, pregos, um prato quente, sobremesas caseiras, fruta e café. Todos os domingos, das 13h00 às 16h30, com a garantia da tranquilidade do lugar e uma vista para a Serra de Sintra. CSB 

 

Categorias: ,



16.07.2014 - Por Fora de Série, às 16:28

 

Chama-se “Baiser Volé Lys Rose” e é nova proposta aromática da Cartier para este Verão, uma nova versão do original “Baiser Volé”, de 2011, que desta vez foi buscar inspiração de base às pétalas cristalizadas do lírio com um toque de framboesa.

O novo perfume feminino da Cartier, uma ‘eau de toilette’ muito floral, conta com a assinatura de Mathilde Laurent, a perfumista da marca e está disponível nas versões de 30, 50 e 100 mi. IQ

Categorias: ,



Terça-feira, 15 de Julho de 2014
15.07.2014 - Por Fora de Série, às 19:25

 

 

O hotel The Oitavos, situado no Guincho, é já conhecido pelos ‘sunsets’ musicais com vista maravilhosa e entrada livre: “The Oitavos Beats”. Mas agora propõe novas experiências como a “Chef’s Table” e o “Japanese Bar”.

O ‘chef’ Cyril Devilliers coordena a cozinha de onde saem pratos inspirados na gastronomia portuguesa e atlântica. Ora, reservando a “Chef’s Table”, com um mínimo de 48 horas de antecedência, terá oportunidade de visitar a cozinha e acompanhar todos os preparativos da refeição que será composta por entradas, prato principal e sobremesa, antes de a degustar, claro. Isto às quintas, sextas e sábados, ao jantar, para um mínimo de duas pessoas e máximo de seis. 

Ainda à sexta e sábado, ao jantar também, é possível usufruir de um “Japanese Bar”. Um jantar oriental descontraído que inclui ainda pratos de influência Sul-americana, como o ‘ceviche’, ou ostras da Costa da Normandia. CSB 

 

 

 

 

 

Categorias: ,



15.07.2014 - Por Fora de Série, às 18:16

 

Há um novo grupo associado aos vinhos portugueses, o “Lisbon Family Vineyards”. Resultado da aliança de três produtores da região vitivinícola de Lisboa -  Quinta de Chocapalha, Quinta de Sant´Ana e Quinta do Monte d’Oiro - pretende reforçar e dinamizar a promoção e valorização dos seus vinhos, até porque todos apresentam vinhos premiados nacional e internacionalmente.

A Quinta da Chocapalha é propriedade da família Tavares da Silva e tem como enóloga Sandra Tavares da Silva, a mais nova das três filhas do casal. A Quinta de Sant’Ana é de Ann e James Frost, onde vivem a tempo inteiro com os sete filhos, e contam com a colaboração do enólogo António Maçanita. Last but not the least, a Quinta do Monte D’Oiro, pertença do gastrónomo José Bento dos Santos conta com a colaboração do filho Francisco, do consultor Grégory Viennois (antigo director-técnico do produtor francês Michel Chapoutier) e da enóloga Graça Gonçalves. Situadas num raio de 30 a 50 km a norte de Lisboa, as três quintas podem ser visitadas com provas organizadas. CSB 

Categorias: , ,



15.07.2014 - Por Fora de Série, às 13:04

 

Começa assim um dos artigos publicados este mês na Fora de Série. “Quem é Jenna Menard?” A história da primeira ‘global colour artist’ da Clinique é contada em duas páginas da revista. Mas faltava o vídeo. Um pequeno filme em que Menard fala de si mesma, na primeira pessoa, explicando como é o seu trabalho – uma das suas paixões – e contando como é o seu dia-a-dia na cidade que um dia escolheu para viver – outra paixão – e que não trocaria por nada deste mundo: Nova Iorque. IQ

Categorias: ,



Segunda-feira, 14 de Julho de 2014
14.07.2014 - Por Fora de Série, às 18:32

 

É o relógio mais célebre e também o mais caro do mundo e prepara-se para escrever mais um capítulo da sua história no próximo mês de Novembro. Criado pela Patek Philippe em 1933, para o banqueiro e coleccionador norte-americano Henry Graves Jr., e conhecido hoje como a Supercomplicação de Graves, este relógio de bolso único reúne um total de 24 complicações e é considerado o relógio mais complicado alguma vez concebido por mão humana.

A última vez que se ouviu falar na Supercomplicação de Henry Graves, foi em 1999, quando o relógio foi vendido em leilão, pela Sotheby's, pelo montante de 11 milhões de dólares – cerca de oito milhões de euros. Durante 15 anos, o misterioso comprador permaneceu no segredo dos deuses até a leiloeira anunciar que se prepara para o levar à praça, uma vez mais. De acordo com a “Bloomberg”, o relógio terá sido devolvido à Sotheby's por Saud bin Muhammed Al Thani, um primo do emir do Qatar, juntamente com outras peças de relojoaria e obras de arte no valor de 83 milhões de dólares (cerca de 61 milhões de euros), para saldar uma dívida com a leiloeira.

A Supercomplicação de Graves irá a leilão a 14 de Novembro, a mesma data em que a Patek Philippe celebra o seu 175º aniversário. IQ

Categorias: ,



14.07.2014 - Por Fora de Série, às 16:09

 

É possível imaginar que Ernst Hemingway estivesse a passear pela Europa, de comboio, quando disse “it is good to have an end to journey toward; but it is the journey that matters, in the end” (É bom ter um destino para alcançar; mas, no fim, é a viagem que conta). Quem não sonhou já, ao apanhar um comboio, com a extravagância das viagens de locomotiva de um passado qualquer? ‘Suites’ luxuosas, grandes festas na carruagem comum, mulheres de vestido elegante e homens de 'smoking', 'cocktails' e charutos, intrigas e aventuras a bordo.

Os comboios de luxo de hoje que mais se assemelham a este ideal não servem como objectivo principal a deslocação entre origem e destino. O destino é o comboio e a viagem. Cenários remotos, paisagens selvagens, castelos, aldeias e vilas, dezenas de túneis a cortar as montanhas e centenas de pontes, cada uma mais deslumbrante do que a outra. Tudo isto no conforto de uma carruagem elegante e moderna, com ‘suites’ espaçosas e equipadas com tudo aquilo de que pode necessitar (ar condicionado, casa-de-banho privada com chuveiro, toalhas lavadas diariamente...) e um serviço atencioso 24 horas por dia. Um hotel de luxo sobre rodas. Ficam aqui algumas sugestões de viagens de sonho, dentro e fora da Europa.

 

 

 

El Transcantábrico

O mais antigo comboio turístico em Espanha, o El Transcantábrico, percorre o norte de Espanha, desde San Sebastián a Santiago de Compostela, passando pelos Países Bascos, Castilha e León, Cantabri e Astúrias. A viagem completa demora 8 dias, durante os quais o comboio passa junto ao mar e entre montanhas e, durante as tardes, alterna-se entre actividades a bordo e paragens em cidades e vilas, como, por exemplo, Santander, Oviedo e Gijón. Um itinerário perfeito para se tornar numa fantástica experiência gastronómica. Os preços começam por volta dos 400 euros, para uma viagem de 3 dias, em época baixa.

 

 

 

 

Royal Scotsman

Se não for pelo nome, a decoração deste comboio, com carpetes, almofadas e mantas em xadrez, indica que estamos prestes a mergulhar no interior da Escócia. As linhas de ferro percorrem a região das Highlands, passando por montanhas forradas de pinheiros e rios tranquilos que reflectem a paisagem à volta. Com uma capacidade máxima de 36 hóspedes, o comboio tem um ambiente acolhedor e confortável. É provável que acabe por passar mais tempo no ‘Observation Car’, na ponta do comboio, onde pode dar um saltinho até à varanda ou descontrair nos sofás.

Dependendo do destino que escolher, existem uma série de percursos diferentes (recomendamos o das Highlands). Os preços variam entre os 1.000 e os 8.000 euros. Quem quiser ficar com uma recordação da viagem pode ainda encomendar uma peça de roupa feita à medida, com o padrão xadrez de família ou do próprio comboio.

 

 

  

 

 

Easter & Oriental Express

De Bangkok a Singapura ou Singapura a Bangkok, não interessa qual. Durante até 7 dias e 6 noites, vai-se perder nas paisagens exóticas do oriente asiático e explorar partes do Património da UNESCO, como Angkor Wat e Luang Prabang, assim como outras cidades, vilas e templos. O cenário perfeito para uma viagem espiritual. O próprio comboio reúne as condições para servir como um pequeno retiro. Os quartos são revestidos por painéis de madeira e têm uma decoração moderna e relaxante. Também em madeira, mas num estilo colonial, o encantador carro de observação, localizado nas traseiras do comboio, é ideal para apreciar a vista, tirar fotografias, apanhar ar puro e, durante a noite, tomar uma bebida. Uma viagem completa fica por volta da 6.400, com percursos a começar nos 1.630 euros.

 

 

 

 

Flamsbana

O percurso é bem mais curto do que o dos restantes comboios nesta lista. Mas a natureza pitoresca da Noruega, com os seus 'fjords', montanhas e cascatas, mais do que compensam. Durante uma hora de viagem entre Flam e Myrdal, do nível do mar até ao topo de uma montanha, não vai querer fazer mais nada além de olhar pela janela. O bilhete custa cerca de 50 euros.

 

 

  

 

 

Venice Simplon - Orient Express

Mais conhecido pelo seu percurso Londres-Veneza, inaugurado em 1982, este icónico comboio viaja, actualmente até grande parte das capitais europeias e até Istambul. As carruagens, por sua vez, remontam às décadas de 20 e 30 do século passado e desempenharam um importante papel no período áureo das viagens de comboio. Sem dúvida, uma das melhores formas para viajar em estilo pela Europa e uma experiência única. O custo da tradicional viagem de Londres para Veneza (ou vice-versa) começanos 2.420 euros.

 

 

 

 

Rovos Rail

A bordo do Rovos Rail o ‘dress code’ é ‘smart casual’ durante o dia e formal à noite. Este encantador comboio oferece uma forma diferente de fazer um safari  na África do Sul (ou de apreciar a savana, apenas). A viagens são entre locais como, por exemplo, Victoria Falls, Durban, Pretoria e Cidade do Cabo. Mas, mais do que isso, é uma viagem no tempo. Envoltos num ambiente do século XIX, com uma decoração 'victorian', os passageiros são convidados a desligar do resto do mundo. Não há rádio ou televisão a bordo e o uso de telemóveis, computadores ou outros aparelhos electrónicos só é permitido dentro das suites. A oferta de percursos é muito variada e vale a pena espreitar, se estiver a considerar viajar até ao continente africano. Desde apenas 2 dias, entre Pretoria e Cidade do Cabo, até uma excursão de 28 dias, rumo ao Cairo, com alternância entre comboio e avião. Os preços para uma viagem média também variam bastante, começando em por volta de 25 euros e indo até aos 6.500 euros. CLM

 

Categorias:



Domingo, 13 de Julho de 2014
13.07.2014 - Por Fora de Série, às 12:49

 

O primeiro Certificado de Viticultura Sustentável acaba de ser atribuído à Bollinger. Uma distinção inédita na região que partiu do Comité Champagne, entidade que oficial que reúne os produtores, distribuidores e promotores dos vinhos da região. Já em 2012, a centenária casa havia recebido o certificado de “Alto Valor Ambiental” (“Haute Valeur Environnementale”), uma distinção também pioneira na região. Mais recentemente, a Bollinger foi eleita como “Marca de Champagne Mais Admirada" pela prestigiada revista “Drinks Business”. Recorde-se que a região de Champagne é candidata a Património Mundial da Humanidade, causa à qual esta preocupação ambiental estará também ligada. CSB 

Categorias: ,



Sábado, 12 de Julho de 2014
12.07.2014 - Por Fora de Série, às 12:00

 

As criações do ‘chef’ com duas estrelas Michelin Peter Knogl, do restaurante Cheval Blanc, na Suíça, serão o 'ex-libris' do Tartar-ia durante o mês de Julho. Situado no Mercado da Ribeira, o espaço apresenta, tal como o nome leva a suspeitar, tártaros mas também outras inovações e técnicas culinárias. Todos os meses um conceituado ‘chef’ é convidado a apresentar o “Tártaro do mês”. Dieter Koschina do Vila Joya, no Algarve, com duas estrelas, foi o primeiro com o “Tártaro Fourme d´Ambert – Radicchio”. Em Junho, seguiu-se o ‘chef’ com três estrelas Juan Amador (na imagem), do Restaurant Amador, na Alemanha, que criou um “Tártaro de lagostim, queijo de cabra e fígado de ganso”. Fica a promessa de que outros se seguirão. CSB 

 

Categorias:




Revista

Especial Joias


Dezembro 2013

Recomendamos